Terceirinha

Terceirinha: Os amantes da lixeira!

Parece que alguém da Planeta Sonic não aguentou e quebrou o silêncio sobre as Terceironas, eu respondi e infelizmente aconteceu o que acontece sempre: Eles apertaram o botão Delete!

Exatamente há um mês e meio atrás no dia 17 de agosto eu postei o primeiro vídeo que gravei sintetizando o conteúdo da última Terceirona (o estilo Bender de viver) em meu canal no youtube. O artigo que discuto na série de vídeos foi publicado aqui na S.E. em 16 de junho.

O vídeo foi feito em parceria e com autorização da S.E. e foi publicado em três episódios durante a terceira semana de agosto de 2015. Se quiser assisti-los deixarei os links no final do artigo.

E no dia 25 de setembro agora, de forma inesperada surge o seguinte comentário no primeiro dos três vídeos lá no Youtube:

Imagem 1

Imagem 1: O comentário do Sjunyo HS que se diz administrador da Planeta Sonic e minha resposta.

Como vocês podem ver, eu respondi a argumentação atrapalhada deste tal Sjunyo HS (o nome real do sujeito é César Jr.) de forma tranquila, serena porém firme.

Como sou um cara calejado, tirei print do comentário e da resposta e coloquei no fórum e no grupo da S.E. no Facebook. Também coloquei a imagem na página do meu blog no facebook.

É claro que outras pessoas e outras páginas “caíram matando” ao ler as colocações de nosso colega, exemplo foi a famosa página World Sonic como sempre fez posts ironizando a situação [post 1,post 2] e então a zoeira começou.

No dia 26 ao acessar a central de comentário do meu canal percebi que o comentário não estava mais lá, foi apagado.

É praxe da Planeta Sonic fazer isto, quando são vencidos ou expostos ao ridículo eles apagam sem dó nem piedade. Fazem isto direto nos comentários de seus posts e até mesmo no UOL onde o Miller teve que apagar uma notícia de sua autoria sobre Sonic Runners.

Se apagou, o que podemos fazer, não é?

Agora, o que veio depois disso é o mais preocupante e o motivo de escrever este texto, afinal de contas o comentário que ele apagou eu já tinha respondido (e não necessitava de outra resposta).

Eu sua página pessoal no facebook, o Sr. César postou o seguinte status:

Imagem 2

Imagem 2: As intrigas do Sr. César

Pois é, ai a coisa muda de história, nosso amigo resolveu apelar para o Ad Hominem* e para a maledicência, as piores coisas que alguém pode fazer quando não tem mais argumentos.

Note o ressentimento e o ódio que o cara ficou por causa da minha resposta. Este comentário merece ser destrinchado porque isto ai é atitude de moleque.

Molecagem marota

Nosso amigo me acusa de ser:

– Arrogante

– Imaturo

– Gordo

– Horrível

– Desumano

– Deficiente

– Desagregador

O primeiro item eu vou deixar para o final, o restante na verdade é um retrato do próprio César.

Uma coisa tem que ser dita: eu sou gordo e feio e tenho consciência disso, portanto se você quiser me xingar, favor, use outros termos porque estes ai não me ofendem nenhum pouco.

Sério, existem pessoas que se ofendem ao serem chamadas de gordas e feias, mas comigo “é de boinha”. Quanto a feiura é difícil, mas a gordura nada que um bom regime e algumas horas de academia por semana não resolva 😉

Imaturo, bom, por tudo o que o César disse, fica claro quem é imaturo. Eu tenho maturidade suficiente para aceitar críticas e xingamentos sem precisar mandar indiretas e fofoquinhas para “os amiguinhos”. Existe coisa mais imatura que esta atitude do César? Até existe, mas para uma pessoa que ele nunca viu na vida, sua mágoa contra mim demonstra uma personalidade bastante insegura e imatura.

Para ele eu também sou desumano e desagregador, o primeiro é algo superlativo, afinal para ele a minha resposta causou tanto sofrimento que se compara a uma tortura psicológica. Isso é na cabeça dele, nunca tive nenhuma atitude realmente desumana (matar, roubar, agredir fisicamente, estuprar e torturar … isto é desumanidade). Nosso amigo exagerou, afinal de contas, ele ficou bastante magoado. Este o exemplo de histeria que eu falei em outra Terceirinha. Não dá para levar a sério.

E por fim ele me acusar de causar o racha na comunidade Sonic e dividir a fanbase. Me acusa de ser o expoente “da parte podre do fandom Sonic”. Outra vez ele está sendo superlativo, pois como eu, um cara que tenho menos de 100 inscritos no Youtube teria tamanho poder de dividir milhões de fãs brasileiros de Sonic?

Como a Sonic Evollution com pouco mais de 2000 visitas por mês teria tamanho impacto?

Meu caro César, quem divide a comunidade e cria todo estes busílis é o seu mentor, o Victor Miller, foi ele que começou com esta história de “modernistas” e “classistas” aqui no Brasil. A Planeta Sonic é a principal patrocinadora deste clima de guerra. Vocês incentivam e vocês tem poder financeiro e audiência suficiente para fazer isto, nós não.

Apenas reagimos a argumentos vazios e rebatemos idiotices, mas não temos forçar para dividir a comunidade e nem vencer essa guerra que vocês começaram.

Se existe algum desagregador, esta pessoa está mais perto do que você imagina; Não sou eu o vilão da história.

E para terminar ele também me chamou de deficiente. Não é a primeira vez que me chamam assim na internet, algumas pessoas olham para minha feiura e acham que eu tenho algum problema mental.

Eu não tenho nenhum problema mental, só sou feio e xingar de deficiente algum desafeto só demonstra preconceito de quem xinga. Deficientes mentais são pessoas iguais a nós e não merecem este tipo de caricatura. Poxa, porque não me xingar de FDP, babaca e etc. Eu não me ofendi com este “xingamento”. Definitivamente você precisa ampliar o seu repertório de ofensas :\

Ameaça

E na parte central de seu post ele anseia por vingança. Disse claramente que iria atrás de mim e passar por cima. Agora, como vou interpretar esta frase?

Só por esta frase já seria motivo suficiente para eu ir em uma delegacia e fazer um B.O**, afinal de contas, estou lidando com uma pessoa histérica, magoada e até depressiva. Pessoas assim são perigosas.

Agora, não farei isto porque não vejo motivos, estou lidando provavelmente com um adolescente mimado que ainda não terminou o ensino médio, esta fase da vida que eu gosto de chamar de “vida loka” é comum no final da adolescência e esta revolta e ódio por coisas insignificantes acontece com todo mundo nesta fase. Não acho que ele vai vir na vida real atrás de mim, quero eu que isso seja apenas uma metáfora, seja como for, se algo acontecer comigo alguma suspeita pode recair ao Sr. César (mesmo que injustamente).

O “#QuantaBaixaria” e sua amiga no ano passado também fizeram uma ameaça semelhante, dizendo que eu sofreria “graves consequências”. Se for um processo, bom, eu sei me defender muito bem e repito aqui o que falei para eles: Vencerei o processo, mesmo que ele tenha que chegar no STF. Está no meu direito de discordar e decriticar, eu coloco a minha cara a tapa, eu provo por A+B que meus argumentos estão corretos e que não pratiquei nenhuma injúria, calúnia ou difamação contra meus interlocutores, coisa que talvez o César não consiga provar.

Assim como o César tem todo o direito de gostar do que ele quiser. Se ele tivesse pesquisado o que eu escrevo, saberia que a poucos dias atrás eu escrevi um texto justamente sobre isto. Eu não quero mudar os gostos do César como ele faz parecer no post, e eu não conhecia o mesmo, e quando falo que não conheço é porque eu não tenho tempo e nem interesse de ficar horas e horas no facebook ou mesmo na internet acessando centenas de páginas sobre Sonic. Não conhecia aqueles arruaceiros da Portal Sonic e também não conhecia esse sujeito.

Se não tem argumento, ignora (e fofoca)!

E o nosso grande J.J. deu um conselho ao seu pimpolho: Ignore tudo e continue com o seu trabalho de desinformação, foi o que o César disse em uma resposta ao seu próprio post! (imagem acima)

Já comentei várias vezes sobre isso com os webmasters da Sonic Evollution: A Planeta Sonic não tem argumentos para rebater as Terceironas, ao invés disso, eles nos achincalham nos bastidores e nos ignoram completamente no palco principal.

Um comportamento covarde, hipócrita e asqueroso.

Tudo o que o César pensa de mim e da Sonic Evollution na verdade se aplica ao Planeta Sonic, ao Victor Miller. Aqui ninguém tem ódio, ninguém tem rancor, no fim para nós da S.E. tudo isso vira piada e boas horas de risadas.

Seria legal ter interlocutores que conseguissem discutir de forma respeitosa, serena e adulta os nossos argumentos, mas ao invés disso preferem ser “velhas futriqueiras”. É triste, saber que o outro lado tem esta mentalidade distorcida. Mas fazer o que, a vida é assim. 🙁

Mas antes de concluir é dever meu explicar uma coisa já que estamos lidando com moleques.

Critica firme e bem embasada NÃO É arrogância, É ceticismo.

Primeiro foi aquele puxa saco do Kazuno (o nome dele é Lucas mas chamamos ele aqui no QG carinhosamente de “#QuantaBaixaria”) e agora esse tal de Sjunyo bate na mesma tecla: Eu sou um arrogante!

Deixa eu explicar uma coisa para vocês: Criticar de forma firme e bem argumentada não é arrogância, é ceticismo!

A definição de arrogância não se encaixa com minha postura, e para provar isto mais uma vez eu recorro ao pai dos burros:

arrogância
ar.ro.gân.cia
sf (lat arrogantia) Altivez, insolência, orgulho, presunção. Antôn: amenidade, afabilidade.

Ou seja, o arrogante é aquele que se acha superior aos outros e presume que está certo em tudo e que não pode ser criticado, em português claro é aquele sujeito “metido a besta”.

Se vocês pegarem todas as respostas e todos os meus artigos não verá arrogância, verá um ceticismo moderado. Não estou pregando ódio e nem dizendo que sou o “rei da cocada preta”.

Pelo contrário, nas várias Terceironas eu peço para que as pessoas discutam, pesquisem e se quiserem rebatam as minhas argumentações, as minhas opiniões.

Nunca faltei com o respeito apesar de ser duro nas respostas, pois é assim que homens e mulheres adultos discutem. Com dureza, com argumentos.

Ficar medindo palavras para passar uma falsa impressão de humildade é hipocrisia e contraproducente, pois deixa as pessoas mimadas e aqueles que são muito emotivos ficam com um monte de frescuras: Se eu tenho os dados e o meu argumento montado, porque eu devo fazer um texto ou uma resposta com um monte de firulas e subterfúgios só para não magoar qualquer mimado?

Tenho vivência o bastante para saber que: Se eu for muito doce nas minhas colocações a tendência é “me engolirem” e se eu for muito amargo, a tendência é “me cuspirem”. Ou seja, se for muito complacente ninguém me levaria a sério e se fosse arrogante todos me rejeitariam, até mesmo a própria Sonic Evollution.

Sem dizer que ficar de lero-lero só para preservar o ego alheio é taxar todos os seus leitores de tapados, burros e idiotas.

O público que lê a Sonic Evollution em sua grande maioria são pessoas inteligentes e intelectualmente equilibradas e entende bem os meus textos, mas sempre tem esta turma histérica e isto está fora do meu controle.

Mais uma vez eu recorro ao Sr. Michaelis, o pai dos burros:

céptico
cép.ti.co
adj (gr skeptikós) 1 Diz-se daquele que segue o cepticismo. 2 Que duvida de tudo que não está provado de modo evidente. 3 Descrente. sm 1 Partidário do cepticismo. 2 Aquele que duvida de tudo que não está provado de maneira evidente. 3 Indivíduo descrente. Antôn, acepções 2 e 3 do adj e do s: crente. Var: cético.

Duvidar de tudo, está e a postura que eu tenho em relação ao que eu leio e consumo na internet. Eu acesso a rede desde 1996 (desde 2000 de forma interrupta) e aprendi que se na mídia tradicional (jornais, Cinema, TV e Rádio) é fácil disseminar uma mentira, na internet então é “mel na chupeta”.

Tudo, absolutamente tudo que me apresentam eu não aceito de primeira, sempre vou procurar outras fontes, outras opiniões, converso com outras pessoas e coloco tudo em um escala que vai de “mais provável” para “menos provável”.

Foi isso que eu comecei a fazer desde junho de 2014 com a Planeta Sonic que finalmente chegou até mim graças ao trabalho secundário (e bota secundário nisso) que faço aqui na Sonic Evollution.

Li e reli muitos textos do Miller e et caterva e de cara percebi um monte de falácias, mentiras e coisas absurdas, então depois que um dos donos da Planeta Sonic foi na nossa sala da Ressaca Friends em 2014 com uma postura bastante beligerante, então percebi pela primeira vez que a Planeta Sonic não estava para brincadeira e estava fazendo isto de forma deliberada e dissimulada. Só então reuni dados necessários para iniciar um enfrentamento de ideias.

A Planeta Sonic trata seus leitores e fãs como burros e nós aqui da Sonic Evollution os tratamos com respeito e acreditando que a maioria é de pessoas inteligentes, agora me digam, quem é o verdadeiro arrogante? Nós da S.E. ou o Miller e seu infame site?

Conclusão

Tanto o Sr. César como o site do qual faz parte tem uma tara pelo botão DELETE, se ampliarmos este comportamento é possível enxergar um amor quase que incondicional pela lixeira.

Não só o que eles falam e pregam em sua grande maioria é lixo intelectual mas porque uma vez desmascarados não tem coragem de manter a palavra e apagam comentários, vídeos, notícias e o que for preciso para não viverem a vergonha de terem perdido uma discussão.

A única alternativa para a Planeta Sonic é sempre jogar fora seus erros, e depois eu a S.E. é que somos arrogantes!

Já fiz este convite dezenas de vezes: O espaço de comentários abaixo (ou no youtube) é livre para você discutir, xingar, argumentar ou mesmo só para escrever “FIRST”. Aqui ninguém vai apagar nada e editar nada, não temos este amor pela lixeira como a Planeta Sonic tem.

Se erramos ou acertamos, para nós é uma vitória e deve ser mostrada. Nossos acertos mostramos com orgulho e nosso erros com vergonha, mas não ocultamos nada. Não devemos nada a ninguém, somo maduros o suficiente para arcar com tudo que começamos.

Se erramos, nós corrigimos, e somos humildes na medida certa para fazê-lo. Mas tentar apagar o passado, jamais, pois queremos lembrar do que erramos para nunca mais cometer o mesmo erro.

Este é o problema ao “amor a lixeira”, ao apagar deliberadamente todo tipo de erro, as pessoas se esquecem e continuam cometer os mesmos erros e pecados.

Então deixo o apelo, Sr. César e a Planeta Sonic: Se libertem deste amor a lixeira, amadureçam e venham enfrentar o mundo como adultos.

–//–

* Ad Hominem – é uma expressão latina que significa literalmente “a pessoa”, ou seja, em vez de atacar ideias passa atacar a pessoa que a proferiu. A falácia do Ad Hominem é uma das mais baixas que existe. Para saber mais, tome link da wikipédia 😀

** B.O – Boletim de Ocorrência. E se o Sr. César for coerente sabe que eu tenho o direito de fazer isso se achar necessário, assim como o seu mentor, o Victor Miller já recorreu a este recurso por muito menos.

PS: Sei que estou devendo pelo menos três textos, mas vocês sabem como eu sou chato, estou procurando fontes fiáveis e outras opiniões coerentes para sustentar os textos. Vão sair, mas vai demorar!

Download deste artigo: [PDF][HTML] (OneDrive)

– Referências:

TV Fantasma #93A – Decadência vs. Falência e o mal jornalismo da Planeta Sonic

TV Fantasma #93B – Terceirona: O estilo bender de viver

TV Fantasma #93C – A crise da SEGA (agosto de 2015)

Terceirona #05 – O estilo bender de viver [16 de junho de 2015]

Todas as colunas escritas pelo Casper na Sonic Evollution

– Discussão

Comente este artigo no fórum Sonic Network

Debate sobre este artigo em nosso grupo do Facebook

Texto original da SonicEvollution.com

Disclaimer: A opinião e as convicções e repostas contidas neste artigo não expressam e não refletem a opinião dos webmasters da Sonic Evollution e sim as opiniões do seu autor.

Sobre o colunista

CasperEdson Rodrigues, 30 anos, paulistano, formado em Ciências da Computação e um nerd/gamer desde criancinha, que usa a alcunha de Casper, por ser um branquelo que não vai a praia, é o webmaster do site NCDF e conselheiro/newswriter da S.E.

Acesse o blog do CasperAssista o canal do Casper no YoutubeSiga o Casper no Twitter

 

Sobre o autor

Casper

Edson A. Rodrigues, 32 anos, paulistano, formado em Ciências da Computação e um nerd/gamer desde criancinha que usa a alcunha de Casper por ser um branquelo que não vai à praia. É o webmaster do site Na Casa do Fantasma e dono do canal homônimo no Youtube e colunista/conselheiro/newswriter da S.E. :)