Colunas

Cartuchos piratas do Sonic!

Sonic foi um grande fenômeno no universo gamer e, como tudo que é famoso, acaba ganhando clones piratas mal feitos, sendo a maioria feito pelos chineses.

Entre os PolyStations, “Picachus”, “X-Games 3600”, Sonic é uma figura ilustre no universo pirata pois possui uma quantidade imensa de games piratas, alguns bizarros e no mínimo engraçados que te fazem pensar se os criadores dessas “pérolas” estavam apenas tentando evitar um processo judicial de direitos autorais ou se estavam apenas de zoeira. Ou talvez as duas coisas.

Fiz uma pequena seleção dos mais notáveis, mas como dito, Sonic tem uma cacetada de versões piratas, então é claro que vão faltar bastante jogos. Essa listagem irá focar nos games que foram passados para cartuchos reais e podiam (talvez alguns ainda podem) ser encontrados a venda em camelôs e afins.

Sonic Jam 6

Vai se acostumando com o fato de que este game tem o número 6 no título. Pesquisando você logo vai perceber que sequencias surreais são uma tendência em games piratas.

Sonic Jam, para quem não se recorda, foi uma coletânea da trilogia original do Sonic no Mega Drive (+ Sonic & Knuckles) lançada exclusivamente para o Sega Saturn. Sonic Jam 6 porém, não possui nenhuma relação com seu xará do Saturn. Aparentemente, foi feito em 1998 e lançado em um cartucho real de Mega.

Sonic Jam 6 nada mais é do que uma versão de Super Mario Bros. adaptado para o Mega Drive com um Sonic vermelho como protagonista. Simples assim!

Se você conseguir ignorar o fato de um jogo do Mario estar em um cartucho de Mega Drive e ser protagonizado por um Sonic vermelho, o jogo até que é bacana, apesar de ter alguns pequenos bugs nos controles.

Sonic fica azul ao pegar um cogumelo e dispara bolas de fogo ao pegar uma flor. Além disso, o mais estranho é que todos chefes ainda são o Bowser e os Toads e a Peach são resgatados pelo Sonic vermelho. Ao que parece, em uma dimensão paralela, Mario e Luigi não existem e o Sonic vermelho é o verdadeiro herói do Reino do Cogumelo! Uau!

Depois dessa revelação bombástica, a pergunta que não quer se calar é: Onde estão os 4 jogos da série Jam que faltam? Não sei e talvez nunca saberemos… Talvez o 6 simbolize a quantidade de ervas diferentes que os desenvolvedores estavam fumando durante o processo de criação do game.

Sonic The Hedgehog 4

Muito antes da Sega decepcionar os fãs com o controverso jogo “multi-episódico”, o Twin Eagles Group surpreendia o mercado ao lançar o game Sonic The Hedgehog 4. E no Super Nintendo ainda por cima!

Esse aí já é bem conhecido dos fãs. Se você teve um Mega ou SNES na infância, provávelmente deve ter se deparado com esse cartucho em algum momento. Quando criança, eu não sei o que me surpreendeu mais: Eu não saber da existência de um Sonic 4, ou o fato de eu estar vendo um game do Sonic no Super NES! Infelizmente, teve muita gente que caiu nessa armadilha, que foi tão eficaz quanto o PolyStation seria anos mais tarde ao pegar pais desavisados.

O game não é lá de todo ruim, nada mais é do que um hack de Speedy Gonzales Los Gatos Bandidos, um game de SNES do saudoso rato Ligeirinho. Os sprites do Ligeirinho foram óbviamente substituídos pelos do Sonic, além de os camundongos que você salva no jogo foram todos substituídos pelo Mario! Pera… Hã!? Sonic salvando o Mario!? MASOQ?

Estou começando a notar uma ligação aqui. Seria esse game uma continuação de Sonic Jam 6, onde após Sonic vermelho salvar o Reino do Cogumelo, Sonic vermelho pega um cogumelo, se torna azul e parte para salvar Mario para que ele volte ao seu trabalho de salvar a princesa? Seria esse jogo então na verdade, Sonic Jam 7? Então Sonic Jam 6 viria após Sonic the Hedgehog 3, já que estamos falando de Sonic 4 aqui e… ah, esquece!

Falando sério, o game é jogável, mas por ser um hack, você poderá encontrar alguns glitches e bugs gráficos mas nada que te impeça de finalizar o game. O hack no geral, foi bem feito, incluindo até vozes diferentes do game original (Mario grita “Mario!” ao ser salvo).

Sonic 6

Para os fãs de portáteis trago um para o Game Boy! E sim, o titulo é apenas Sonic 6. Simplicidade é tudo. Talvez tenham decidido deixar simples para não criar confusão? (???)

É simplesmente mais um hack de Speedy Gonzales, ou seja, mais uma vez um game do Ligeirinho foi usado (esses hackers devem ter algum tipo de apego pelo número 6 e por games do Ligeirinho). O hack foi feito pela Sonic World e o copyright é de 1998, porém sinceramente, não dá pra saber quando essas tranqueiras de hacks foram realmente feitos.

Tirando o fato do sprite ser do Sonic, quase nada do game foi modificado. Ou seja, passe a achar normal ver o Sonic correr por aí coletando rodelas de queijo com músicas da Looney Tunes de fundo, ou não vai gostar do game. Pelo menos os nomes das fases foram mudados para “Zones” pra te deixar mais familiar.

Por falta de saco pra isso, esse foi o único game dessa lista que eu não zerei. Porém, pelo que li na internet, o game tem diversos bugs, em especial um que te impede de chegar a fase Country Zone, a qual acredito ser impossível de acessar sem ajuda de algumas ferramentas de emuladores ou passwords.

Somari

Não dá pra não falar de Somari, talvez um dos mais conhecidos conceitos de ROM Hacks da história dos games. Somari é basicamente, o oposto de Sonic Jam 6, ou seja, é o Mario em uma versão 8 bits do primeiro Sonic The Hedgehog do Mega Drive. Na época foi lançado em cartuchos de Famicom e NES.

Ao que tudo indica, foi feito pela Hummer Team co. impressionantemente no início de 1994, talvez para satisfazer a fantasia de algum Nintendista (ou Seguista porque não) de ver o Mario dando um Spin Dash. Sim! É possível dar spin-dashes no jogo, algo q não era possível no Sonic 1 original. Mario também possui todas as demais habilidades de Sonic, como já era de se imaginar.

E como era de se esperar de uma ROM hack, especialmente de uma feita nessa época (partindo do princípio que ela realmente foi feita em 1994), o game tem bastante bugs e tem uma física esquisita em alguns momentos. Mas acho no mínimo interessante que já existia interesse em modificar games desde essa época.

Sonic Adventure 7

Outro que eu simplesmente não poderia deixar de fora, simplesmente porque existe uma galera por aí que tem um tesão libidinal pela série Adventure e aguardam ansiosamente pela Sega fazer um Sonic Adventure 3. Enquanto alguns fãs pensam assim, outros pensam a frente (nesse caso, muuuuuuuuuito a frente) e não apenas pensaram em Sonic Adventure 3, como acharam a idéia ultrapassada e fizeram Sonic Adventure 7! Isso é que é pensar no futuro mesmo!

O artista/game designer Yong Yong desenvolveu esta obra de arte no distante ano de sabe-se lá quando e o game pode ser facilmente encontrado no eBay por preços salgados, para deleite dos masoquistas de plantão.

Sonic Adventure 7 é, para tristeza de alguns, mais parecido com os games clássicos do que os games da série Adventure (afinal, falamos de um jogo de Game Boy aqui). Porém isso também não é motivo de alegria para os gamers das antigas. O hack é péssimo, e se não fosse pelo nome, eu não teria nem me dado ao trabalho de jogá-lo. Sonic é muito lento, o jogo todo é pavoroso aos olhos, a trilha sonora é de sangrar os ouvidos e apesar de Knuckles aparecer na intro do game (que não é uma versão em cores berrantes da intro de Sonic & Knuckles), apenas o Sonic é jogável. Sério agora, cansei de tentar achar lógica nessas coisas. O jogo é muito, mas muito ruim mesmo.

Maaaas não acaba por aqui! Para nossa alegria (sic), os desenvolvedores dessa maravilha decidiram fazer Sonic Adventure 8! Sim! Porque não? A sequencia dessa vez trás novas fases, cores alucinógenas, músicas nojentas e lentidão total. Para facilitar ainda mais, o game não roda em emuladores! É tudo que você poderia querer em Sonic Adventure… 8? Why…? Why!?

Super Mario & Sonic 2

Quem diria que antes de Sonic e Mario se degladiarem em uma batalha épica em jogos olímpicos (hehe), eles se ajudariam a derrotar… Gatão… o vilão do Tico e Teco, em Super Mario & Sonic 2! Onde está o primeiro, você pergunta? Olha, sinceramente, eu não sei e não sei se quero realmente saber.

Esse game é um hack de Chip ‘n Dale Rescue Rangers, um clássico do NES, que apenas substituí os sprites do Tico e Teco por sprites do Mario e do Sonic vermelho que dá as caras de novo. Deve existir um tesão libidinal por um Sonic vermelho nesse mundo de hacks. Mas falando sério, porque Sonic vermelho em tantos games? Seria limitação nas paletas de cores ou algum tipo de piada interna?

Infelizmente, apenas a primeira fase do game é jogável (Ahhhhhh, que pena!). Eu não sei se o game realmente foi concluído.

Falando honestamente, só peguei esse jogo pra analisar por causa dessa capa. Essa aí sim pode dar pesadelos nas crianças, diferente do game abaixo.

An Ordinary Sonic Hack

O nome já levanta suspeita e é pra levantar mesmo. Uma das coisas mais comuns na internet são as Creepypastas e Sonic lógicamente possui algumas. A mais famosa delas é a creeppypasta do Sonic.EXE. Sonic.EXE possui várias versões pela internet, porém essa foi uma das únicas que encontrei que foi realmente colocada em um cartucho pra rodar no Mega Drive.

Se pra você Sonic.EXE já é familiar (e deve ser mesmo, já que é bem conhecido), então você já deve saber que o jogo não deve ser levado a sério, já que o único propósito dele é tentar te dar susto, sendo impossível finalizá-lo.

Diferente de Sonic.EXE, An Ordinary Sonic Hack pode ser jogado sériamente e inclusive pode ser zerado (ou quase?). O esquema é simples: o jogo é exatamente igual ao Sonic The Hedgehog original do Mega, porém após apenas alguns poucos segundos (bota pouco nisso) dentro da fase, a fase troca para uma versão mais Dark com uma música que faz você querer se matar. Os badnicks se tornam invencíveis e cada anel coletado passa a descontar do seu total de anéis. Após algum tempo dentro dessa versão Silent Hill de Sonic, uma versão encapetada do Sonic aparece na tela e se ele te alcançar, é morte certa.

O único jeito de escapar desse modo e continuar a jogar é coletar algum monitor, que estão nos mesmos lugares do game original.

Taí, se você tá afim de uma… hã… nova interpretação do clássico, An Ordinary Sonic Hack é uma boa pedida. É extremamente difícil e mais recomendado pra galera hardcore que já conhece o game original até do avesso. Não digo que é pra galera ligada em susto porque, bom… estamos em 2016. Se você ainda leva susto com Sonic.EXE… não, fala sério vai.

Pra mim esse hack vale a pena já pela Labyrinth Zone com água de Ketchup! É… aquilo é ketchup né?

PS: A propósito, a versão da ROM Hack que finalizei, só ia até a fase Labyrinth Zone, depois de me presentear com um Jumpscare. Alguém sabe se tem alguma versão do game que continua após isso?

Por fim, existem vários “bootlegs” do Sonic no mercado informal mundo afora. Caso eu encontre mais alguns interessantes, posso fazer futuramente uma parte dois dessa coluna como fiz com a coluna sobre as músicas da série. Sugestões são bem vindas!

Agora, só pra finalizar mesmo, queria só acrescentar um produto do Sonic que já é viral na internet há muito tempo e não dá pra falar de pirataria e Sonic em um artigo sem mencionar isso. Eu sei que não é game, mas aqui vai:

Eu não sei nem o que comentar perante tamanha genialidade. Eu PRECISO de uma mochila dessa!

Edit: Todas as ROMs mencionadas aqui podem ser encontradas e baixadas no Sonic Retro, exceto An Ordinary Sonic Hack, que pode ser encontrado aqui.

Sobre o autor

Liars

Um fanático por filmes de terror e heavy metal... Ah, e Sonic claro!

  • SallesTH

    Seria interessante se você disponibilizasse o download dos jogos. Bom post!

    • Olá, Salles! Sugestão anotada e repassada para o autor da coluna! Ele irá providenciar em breve! Obrigado!!! 😀

    • Felipe Teodoro

      Atualizado! Os links estão no artigo (demorei, mas atualizei :P)!